CEEAMS banner final pq v.2.2

 

 

 

 

 

 

 

Curso de Especialização em Eco-Arquitectura e Metodologias da Sustentabilidade

Formadores:
Adriana Veríssimo Serrão (AVS) – Faculdade de Letras (ULisboa)
António Manuel Alhinho Covas (AC) – Faculdade de Economia (UAlgarve)
José Duarte Centeno Gorjão Jorge (JGJ) – Faculdadede Arquitectura (ULisboa)
Luísa Gama Caldas (LC) – Dep. of Architecture, College of Environmental Design (UC Berkeley)
Marco Aresta (MA) – Facultad de Arquitectura, Diseño y Urbanismo (Universidad Buenos Aires)
Luís Paulo Faria Ribeiro (LPR) – Instituto Superiorde Agronomia (ULisboa)
Tiago Morais Delgado Domingos (TD) – Instituto Superior Técnico (ULisboa)
Duração: 4 de abril a 31 de maio de 2014
Horário: Sexta-feira das 14h às 18h30 e Sábado das 9h às 13h, até à 5ª semana de curso (42h); Sexta, Sábado e Domingo das 9h às 13h e das 14h às 18h, a partir da 6ª semana (60h);
Total de horas: 102h
Preço/ aluno: Pagamento de taxa de inscrição no valor de 50€ não reembolsável; Nesta primeira edição do presente curso o valor de propina é de 1.150€ quando pago de uma só vez no acto da inscrição ou de 1.200€ quando pago e m duas parcelas de 600€, uma no acto da inscrição e outra no fim do curso.
Mínimo de alunos necessários para o curso abrir: 20 alunos

CEEAMS cartaz final v2.2 tumbnails

Ficha de Inscrição  icon word pdf icon

Programa Completo da Disciplina pdf icon

I. Introdução

Há um novo tipo de exigências que a contemporaneidade veio de certo modo impor ao complexo processo de sobrevivência do Homem no nosso planeta. Essas exigências prendem-se com aspectos da mecânica e do funcionamento dos sistemas ambientais na extensa multiplicidade das suas vertentes - da biofísica à climática, da económica à sócio-cultural.
O que hoje consideramos como sendo “desenvolvimento” e “progresso”, mercê dessa circunstância, deve doravante ser encarado de um modo diverso daquele que emergiu e foi adoptado no pós-guerra das economias ditas “adiantadas”.
Por outro lado, a recente tomada de consciência da necessidade de uma mudança de paradigma de desenvolvimento não é estranha à introdução do conceito de “sustentabilidade” tal como foi formulado no início da década de oitenta do século XX. E, assim, no que diz respeito à gestão dos recursos, às lógicas de apropriação e ao uso do território, isto é, à Arquitectura, ao Urbanismo e ao Design, teremos de considerar como condição prévia a qualquer raciocínio projectivo a assunção de novas estratégias metodológicas (que agora têm em conta as preocupações ambientais) para a aplicação das quais, paradoxalmente, ainda não estamos preparados como profissionais.
O objectivo deste curso é fornecer aos arquitectos, urbanistas e designers os instrumentos técnicos e doutrinários, nas áreas das Ciências e das Humanidades, que lhes permitirão desenvolver a sua actividade dentro dos princípios determinados por essas novas metodologias.


II. Docência

Adriana Veríssimo Serrão – Faculdade de Letras (ULisboa)
António Manuel Alhinho Covas – Faculdade de Economia (UAlgarve)
José Duarte Centeno Gorjão Jorge – Faculdade de Arquitectura (ULisboa)
Luísa Gama Caldas – Dep. of Architecture, College of Environmental Design (UC Berkeley)
Marco Aresta – Facultad de Arquitectura, Diseño y Urbanismo (Universidad de Buenos Aires)
Luís Paulo Faria Ribeiro – Instituto Superior de Agronomia (ULisboa)
Tiago Morais Delgado Domingos – Instituto Superior Técnico (ULisboa)


III. Destinatários / Habilitações

Com preferência a licenciados ou detentores de degrau académico superior nas seguintes áreas de formação: Arquitectura, Arquitectura Paisagista, Design, Urbanismo e Engenharia.


IV. Carga horária e período lectivo

O curso decorrerá entre 4 de Abril e 31 de Maio, num total de 8 semanas (102h):
- Sexta-feira das 14h às 18h30 e Sábado das 9h às 13h, até à 5ª semana de curso (42h);
- Sexta, Sábado e Domingo das 9h às 13h e das 14h às 18h, a partir da 6ª semana (60h);
Apresentação de candidaturas: até 21 de Março 2014

V. Unidades de Crédito

Em função do número de horas de contacto (directo e complementar) e de acordo com os critérios de cálculo estabelecidos pelo Decreto-Lei nº 42/05 de 22/2, assim como considerando o presente curso de “formação pós-graduada de curta duração” - Despacho nº 822/2013 de 25 de Janeiro -, o aluno que completar a totalidade do plano de estudos obterá 12,5 créditos ECTS, podendo equivaler a unidades curriculares do 2º e 3º ciclo da Faculdade de Arquitectura.